Quando as Catedrais eram Brancas, notas breves sobre arquitectura e outras banalidades, por Pedro Machado Costa

| Subscrever via RSS

Today Madrid

| |

A partir de agora as Catedrais também são espanholas.

5 comentários:

teresa veiga macedo disse...

como assim?

tiago borges disse...

que seja um bom ano lectivo !

Quando as Catedrais eram Brancas disse...

A pergunta que se impõe a Borges: tem V. Excia. espiões também em Madrid.
Mas sim: será um bom ano lectivo, ou pelo menos este semestre, que mistura rascacielos, food design, terrorismo urbano e uma aula magistral pelo meio. Veremos os resultados.

Teresa: é isso mesmo Teresa. É que se tem vindo a revelar difícil dar aulas em Portugal.

teresa veiga macedo disse...

Muitos parabéns! Fico muito contente. Se o destino for a ETSAM, julgo que nos encontraremos por lá um dia.

Não só subscrevo essa dificuldade de entrar no meio académico português, que insiste em dobrar-se sobre si mesmo num processo endogâmico, como tenho constatado a leviandade com que o ensino da arquitectura tem sido tratado.

Madrid não mata, ressuscita: um óptimo início para essa nova etapa de vida.

tiago borges disse...

Não tenho (ainda) espiões em Madrid, mas tento andar sempre atento... Parabéns !
(Por cá, posso dizer-lhe que o des-conexo agora também é suiço...)

Sobre a observação de T.Veiga Macedo tenho a dizer que a suposta leviandade (não sei se é o melhor adjectivo) do ensino da arquitectura em portugal seria certamente objecto de uma boa discussão... Mas talvez preferisse falar em dinâmica (ou a falta dela).

Tags